UFFILME: Banheiro Seko

O curta-metragem Banheiro Seko brinca com a percepção audiovisual do espectador. As constantes incontinuidades dos frames remetem a um “rewind” eterno do que se vê e do que se ouve, tornando a experiência psicodélica inquietante. O filme consegue passar uma ideia irônica de movimento. Ao mesmo tempo que existe mudança de luz, cor, matriz e som, essa mudança minimalista mais parece um retorno ininterrupto do que o “vir-a-ser” da imagem. Sendo a imagem impedida de continuar, apenas quando as ilusões óticas dão lugar a um quadro preto, é que o conteúdo pode se libertar dessa estética repetitiva e ganhar vida na esperada continuidade.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s