David Lynch: A vida de um artista

O filme David Lynch: A Vida de um Artista, de Jon Nguyen, começou como uma campanha de Kickstarter e terminou sendo exibido no Festival de Veneza de 2016 e agora o filme estreou em um circuito limitado no Brasil.  O documentário não pretende ou tem intenção alguma de focar na vida cinematográfica de David Lynch, mas em sua vida desde a infância até a produção de seu primeiro filme, Eraserhead (1977), ou seja, não é um filme sobre sua carreira, mas sobre sua vida.

A vida artística de David Lynch se expande  além do cinema e iniciou com outra arte: a pintura. Em sua adolescência, muito antes de começar seus estudos e trabalhos no cinema, Lynch se interessava por artes plásticas e inclusive foi seu primeiro curso de faculdade. O filme então, apresenta um David Lynch que não conhecemos, um outro artista, mas de mesma essência. Em uma cena, Lynch conta como foi a experiência de ter seu pai o visitando na Pensilvânia e como ele ficou decepcionado e assustado com sua experiência artística que consistia em deixar frutas apodrecendo no porão para acompanhar os níveis de decomposição. É possível fazer um paralelo sobre essa história da vida do diretor, em seu passado, como que viria a ser sua vida artística no futuro.

Mesmo sendo um documentário que analisa fragmentos da vida de David Lynch, desde sua infância até a produção de seu primeiro longa, são esses fragmentos que tornam a figura de Lynch mais humana. Vez ou outra, vemos o bizarro muito presente nos filmes e vida particular de Lynch, mas voltando aos seus primeiros anos percebemos que certos elementos já estavam lá marcados, e apenas se desenvolveram ao que é hoje sua persona pública. Mas também é importante ressaltar que esses detalhes insólitos que David Lynch conta são pequenas coisas, que mesmo o marcando, não o definem por completo, pois ainda vemos o Lynch como uma pessoa comum, como pai, como pintor, como dono de casa.

Por fim, David Lynch: A Vida de um Artista não é um documentário para os fãs dos filmes lynchianos, mas para quem tem desejo de adentrar na mente de um homem que é por muitos considerados um dos maiores gênios cinematográficos. Saber sua origem, como se desenvolveu a veia artística dele entre outros detalhes comuns. Em alguns momentos do filme nós sentimos que estamos apenas vendo uma conversa banal no meio de um café de tarde, outra nos sentimos como em uma profunda discussão sobre passado e lembranças que podem não ser reais e o bizarro. Dessa forma o documentário nos apresenta tanto o gênio, quanto o homem por trás de nome David Lynch.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s